8 de julho de 2011

Pause

As coisas já estavam no slowmotion, devagar quase parando; mas agora eu verdadeiramente dei o pause.
Vou me ausentar da internet pra aumentar ainda mais meu tempo para estudar. Sabe aqueles sacrifícios chatos que a gente tem que fazer em prol de alguma coisa? Então, parte desse princípio, haha.
Aconselho aos leitores a visitar os blogs que estão na lateral, são bem legais e partem da mesma fonte que o CDC tem: aprender mais sobre Jesus, ter a fé fortalecida, mudança de pensamento... 
Eu vou fazer minha parte que é estudar, mas eu vou passar no vestibular pelo poder do Senhor. Sem Ele, eu não vou conseguir e sem Ele, eu também não quero.
Então, é isso. Nada aqui vai sumir ou deixar de existir, é só um pause mesmo.
Logo mais estou de volta, orem por mim!

Beijo beijo,
Renata Flávia.

4 de julho de 2011

Resultado do sorteio

Primeiro foram organizados numa planilha do Google Docs as informações dos inscritos, que foram 5 no total. Nessa planilha, começa a contar a partir do número 2; portanto, os números inscritos no sorteio foram de 2 a 6. Depois, através do site Random.org fiz um sorteio com esses números.
(clique na imagem pra ampliar)
O número sorteado foi:
Sorteio
(clique na imagem pra ampliar)
Número 4!!! Que corresponde a:









tchãntchãntchãntchãããn...












Parabéns, Jorge! Você tem até três dias pra responder o e-mail que eu te mandei.
Muito obrigada a todos que participaram!

Beijo e queijo,
Re.

1 de julho de 2011

Inscrições encerradas

As inscrições foram encerradas, ok?
O sorteio será feito amanhã e segunda coloco o nome do ganhador (print do sorteio) e envio um e-mail para o mesmo.

Obrigada a todos que se inscreveram! Se eu tivesse condições daria um CD pra cada um! (mas eu sou baixa renda, né)

Beeijo e queijo!
Até,
Re.

Marca Texto: Kutless

Kutless se tornou de longe, uma das minhas bandas preferidas.
Não sei definir se é porque as letras são muito profundas e verdadeiras histórias da minha vida, ou se é a melodia, que mesmo variando entre um rock alternativo e o acústico, muito me agrada.
Não aguentei postar somente a música "Promise Of A Lifetime" e vim falar mais um pouquinho do trabalho completo da banda.

A palavra "Kutless", remete às palavras em inglês "cut" = corte e "less" = sem, "cut" + "less" = sem cortes. Os integrantes da banda se inspiraram no versículo de Romanos 6:23, que diz: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor". Eles disseram: "Cristo levou sobre si nossos cortes, deixando-nos...  'Kutless'".

A banda foi criada em 1999 e o primeiro CD foi lançado em 2002. A composição dos integrantes sofreu transformações desde o início até 2007, sendo seus atuais integrantes:
Jon Micah Sumrall (vocalista)
James Mead (guitarrista e vocalista de apoio)
Dave Luetkenhoelter (baixista)
Jeffrey Gilbert (baterista)
Nick DePartee (guitarrista e vocalista de apoio)

Mesmo quando o céu está caindo
Eu vi milagres acabarem de acontecer
Orações silenciosas sendo respondidas
Corações quebrados se tornam novos em folha
Isso é o que a fé pode fazer
Discografia:
[2002] Kutless
[2004] Sea of Faces
[2005] Strong Tower
[2006] Hearts of the Innocent
[2008] To Know That You're Alive
[2009] It is Well

Kutless também já gravou DVD, ganhou prêmio por grande vendas e participou de eventos beneficentes em favor de mulheres e crianças com câncer.
Se quiser saber mais sobre a banda e ouvir outras músicas, segue as fontes:
Site Oficial
Twitter
Canal no Youtube
Facebook

Isso aí!
Beijo e queijo,
Re.

Um daqueles dias

Histórias reais ou não, onde o nosso convívio parece pedir por nossa vida com Cristo. São histórias tão simples e tão práticas que o nome do personagem principal não é exposto propositalmente, pois ele pode bem ser eu como ser você.

Minha mãe acabou de me ligar, me pediu pra ver uma informação na internet. Eu estava vendo meu seriado preferido na Tv, que por sinal estava passando um episódio inédito.
— Ah, mãe... Depois eu vejo...
Ela insistiu: — Eu estou dentro da loja, vê isso pra mim, por favor!
Eu nem sequer me movi do sofá, tentei formular uma resposta pra dúvida dela e assim, tentar desligar o telefone. Mas ela insistiu novamente, o estresse me subiu a cabeça e eu disse que iria até o computador de uma maneira bem hostil. Ela desligou o telefone chateada.

Agora, sentada em frente ao PC, caçando a informação que minha mãe queria, eu penso: No momento em que levantei do sofá, cheia de raiva, eu disse que hoje era um daqueles dias que tudo conspira pra tirar minha paciência. Desde que eu acordei um monte de coisa já aconteceu pra que eu ficasse estressada e acumulando o mau humor. Mas, agora Deus já falou ao meu coração e me disse que tipo de dia eu estou vivendo. 
Hoje, na verdade, é um daqueles dias que eu estou sendo provada. Que tudo aquilo que ouço sobre amor ao próximo, paciência, fazer o bem, vai ser posto em prática, ou não. E que vergonha eu estou sentindo por ter escolhido ignorar os meus próprios princípios, por ter escolhido não praticar o que eu digo para os outros ser o certo.

E eu também lembro que essa história de perder oportunidade de pedir perdão, não é coisa de novela. Conheço gente que não teve tempo de se desculpar, que carrega no peito uma dor, uma vontade de voltar no tempo pra desfazer o que fez, não falar o que falou. O tempo é muito duro, o que foi, foi; e não será de novo. 

Deus está me provando, e eu, por pouco me deixo levar pelo caminho do mundo. Mas foi apenas um desvio, pois pra estrada de Deus eu sempre posso voltar. 
— Oi, mãe... - no telefone — O nome da marca é Brown
— Ah... Então vou levar dessa.
— Mãe, desculpa por ter falado daquele jeito. Desculpa, tá?
— Tá bom... Eu só queria comprar o certo pra não precisar voltar aqui.
— Então, tá. Tchau.
— Tchau, já estou voltando.

O que eu sinto agora é uma mistura de alívio, gratidão a Deus pela oportunidade de pedir perdão e num teor maior, eu me sinto vitoriosa, forte e com um aprendizado renovado sobre Deus.
O tempo é duro, mas o Senhor é Dono de tudo; se Ele quiser me dar tempo de voltar atrás, Ele dará. Quanto mais eu andar perto de Deus e me mostrar ansiosa por aprender mais sobre Ele, o tempo não será um problema.

Deus te abençoe,
Renata.