25 de novembro de 2009

Bê... ic! Bebaduu? ic! Euu? ic! Parte 2

Bem, eu prefiro me importar com o que Deus vai achar de minhas atitudes, do que os outros. Se meus amigos me excluírem por eu não beber, eu saberei que aqueles não são os amigos que tenho que ter.

O jovem cristão sabe que "tudo me é lícito, mas nem tudo me convém", aquele que não bebe, continue atento para as outras tentações que temos nessa vida louca de adolescente, e aquele que bebe, acho que já está mais do que na hora de tomar uma decisão, se é ou não filho de Deus, porque filho é quem obedece.

Bebida está muito ligada ao meio social, então olhe ao redor, seus amigos são aqueles que bebem até cair e tão pouco se lichando pra própria vida ou são amigos que sabem que ficar doido de bêbado é pecado e traz um monte de problemas.
Eu curto minha adolescência do melhor jeito que posso, mas seguindo as ordens que o Senhor nos deixou. Por enquanto, os meus amigos adolescentes que bebem podem achar que é a maior curtição, que eu sou uma boboca por não beber, mas eu não me sinto nem um pouco excluída, porque eu estou me privando do pecado, e também do mal ao organismo, a um casamento destruído no futuro. Quantas famílias já não foram destruídas por causa de um pai que chega em casa bêbado, bate na esposa e nos filhos? E mães que se esquecem de seus filhos e vivem a beira de um bar?
Uma coisa que parece ser pura curtição na adolescência vira uma arma letal na vida adulta.

"Alegra-te, mancebo, na tua mocidade, e anime-te o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas Deus te trará a juízo." (Eclesiastes 9:11)

Ou seja, nós temos que curtir mesmo, e viver em alegria, porém, tudo que fizermos vai ser julgado por Deus. E Deus é tão bom que nos diz o que conta ponto com ele e o que não rola de jeito nenhum, temos que ter é determinação, domínio e fé.

Beleeezura? Então bebida, tô fora né.

Vai uma limonada, aí? 8D

Comentário rápido:

0 comentários: