29 de dezembro de 2010

Provações.

É muito mais fácil aceitar que alguém vai morrer, não é essa a linha natural de todo ser humano?
Até aí acreditamos na Palavra de Deus de que "do pó viemos e ao pó retornaremos" (Eclesiastes 3:20). Não há nada em mãos que se pode fazer para impedir alguém da morte, nem mesmo um médico tem certeza da vida.
Depois de ver alguém doente ou muito ferido, num estado no qual a pessoa está fraca, abatida e impossibilitada, as esperanças parecem fugir, no coração brota aquele sentimento de perda, de que as coisas só vão piorar e que aquela pessoa a nossa frente não vai aguentar, que ela vai morrer.
 
Falar pra alguém que Deus é Poderoso e opera milagres não é tão difícil. Acreditar no que você mesmo diz, quando é posto a prova que é. 
Quem é Deus quando uma pessoa que você tanto ama está enferma? Quem Ele é quando você precisa de um sustento em casa? A quem você conhece como Senhor quando está diante de uma impossibilidade?
Onde está sua fé?

Você deve crer! Mesmo que não veja a luz e esteja imerso em dor, creia com o que resta de fé em você. Ele tem a solução e só quer ouvir de você: "Pai, me ajude."
Lembro-me do acontecimento da bíblia, do cego de Jericó:
(Marcos 10: 46-52)
"Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando. 
E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. 
E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! tem misericórdia de mim.
E Jesus, parando, disse que o chamassem; e chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama.
E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus.
E Jesus, falando, disse-lhe: Que queres que te faça? E o cego lhe disse: Mestre, que eu tenha vista.
E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho."

O cego estava mendigando, ou seja, triste, sem esperanças, amargurado, como em muitas situações nos encontramos, quando nos tomamos pela cegueira espiritual. Mas ele ouviu que Jesus de Nazaré se aproximava. Ele sabia que era o Deus que operava milagres e nesse momento teve fé, teve certeza de que não O deixaria passar sem mudar sua situação, então começou a clamar.
Muitos diziam para ele ficar quieto, que Jesus não o atenderia, como hoje, muitos querem nos calar, dizendo que não há solução, nem saída e que Deus não pode fazer nada. Mas o cego clamava cada vez mais, nós devemos clamar cada vez mais, porque foi assim que Jesus parou e virou seus olhos para ele; o cego conseguiu chamar a atenção do Salvador, que o chamou para si.

O Senhor o pôs a prova. Estava claro o que ele queria, era um cego e queria enxergar, mas Jesus perguntou: "Que queres que te faça?". E é o que o Senhor te pergunta. Quando você está a prova, "Que queres que te faça?".


O Senhor conhece o seu coração, Ele sabe o que é; mas quer ouvir de você, quer ver fé transbordando em seu clamor.
E foi assim que o cego disse que queria ver e disse-lhe Jesus: "Vai, a tua fé te salvou."
Ele viu e passou a seguir Jesus.
Quando você crê que não há nada impossível, que as pessoas que estão num estado frágil, a beira da morte podem ser curadas e restauradas, você passa a seguir Jesus de verdade.
Peça com tudo que há em você, mesmo que as lágrimas encham seus olhos e te faça ver tudo embaçado, clame. 
As provações existem para nos tornar pessoas mais próximas de Deus, cheias de fé.

"Essas provações são para mostrar que a fé que vocês têm é verdadeira. Pois até o ouro, que pode ser destruído, é provado pelo fogo. Da mesma maneira, a fé que vocês têm, que vale muito mais do que o ouro, precisa ser provada para que continue firme. E assim vocês receberão aprovação, glória e honra, no dia em que Jesus Cristo for revelado." (I Pedro 1:7)

Que Deus te abençoe abundantemente,
Beijo e queijo.
Renata Flávia.

Comentário rápido:

0 comentários: