10 de fevereiro de 2011

Correndo pra Deus.

Se eu não fosse a narradora dessa história certamente não saberia o que se passa na cabeça do Lucas, é algo como isso:
Ele está envergonhado pelo que sente. Para o Lucas mais parece que sua vontade grita pra quem quiser ouvir o que ele quer fazer. Ele se sente assim porque é algo que ele já entendeu que não é o melhor pra sua vida, mas seu desejo está falando bem mais alto, e por isso ele está tão agitado. Sua perna esquerda não fica quieta e chuta a cadeira da frente. Mariana leva um susto e se vira.
― Desculpa, Mari... - ele diz com a cabeça baixa.
― Tudo bem. - e volta a prestar atenção na aula.
Ele leva as mãos ao rosto por um momento e tenta pensar que Deus é maior do que seus desejos, mas sente como se estivesse falando da boca pra fora, até se vê mais tarde com um cigarro na mão.

― Lucas?! O que houve? - vira Mariana.
Ele hesitou em responder, pensou em mentir, dizendo que estava tudo bem, mas lembrou que a Mariana também era crente e mesmo não tendo muita intimidade com ela, talvez pudesse pelo menos entendê-lo.
― É que... Cara, eu me converti há três meses e parei de fumar. De lá pra cá, eu não senti nenhuma vontade, nada! Mas hoje... Eu estou sentindo que quando sair daqui eu não vou aguentar e vou fumar... - disse olhando nos olhos da menina, mas envergonhado diante de Deus.
― Ah... Seria mais fácil se quando aceitássemos a Jesus virássemos brisa. Sempre digo isso pra minha mãe e ela ri. - ela conta rindo. Mas Lucas não entende nada.
― É... A brisa não é um corpo, como nós, é apenas brisa. Se eu fosse pensar nela como um ser vivo, com certeza ela não sentiria esses desejos que nós sentimentos, ainda mais esses que sabemos que não são bons pra nós. A brisa sabe muito bem pra onde ela vai, forte ou fraca, ela sempre sabe qual caminho seguir. Estou filosofando aqui! 


Os dois riem. E a menina continua a falar:
― Mas nós temos um corpo, e realmente é difícil encarar uma tentação, mas Deus sabe disso. Tanto que ele nos diz em um versículo... Calma aí! Vou pegar minha bíblia...

Mariana se vira, mexe na bolsa e volta com a bíblia nas mãos.
Folheando ela para em II Timóteo 2:22.

― Aqui! "Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor." ; ou seja, você não precisa encarar, você pode fugir, correr o mais rápido que puder pra mais longe da tentação! E seguindo pra perto de tudo que está escrito aqui: a justiça, a fé, o amor e a paz. Então, nós temos um corpo e mesmo assim, Deus nos diz pra onde seguir, mesmo quando estamos fracos.
Lucas já tem outra feição, parece mais aliviado, calmo.
― Era tudo que eu precisava ouvir... Eu vou pra casa e depois vou pra igreja. Hoje tem culto, mas eu nunca vou, mas... Eu sei que Deus quer me ver lá! 
― Isso mesmo! - Mariana sorri.
― Você vai comigo, Mari?
― Eu?! - surpresa pelo convite de Lucas.
― Claro, não tenho que seguir a justiça, o amor, a fé e a paz juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor? - o rapaz já trazia um sorriso e uma paz no coração.
― Então, eu vou sim!
Os dois se abraçam e Lucas diz:
― Ainda bem que você não é brisa, pois se fosse seria impossível te dar esse abraço! Ha ha.



"Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança."  Romanos 15:4
Fique firme no Senhor!
Abração,
Re.

Comentário rápido:

0 comentários: