21 de março de 2011

No mundo da literatura.

Toda segunda é dia da seção God and a Girl, onde eu falo um pouco de como eu vivo a minha rotina focada no Senhor, dou testemunho, conto meus planos e tudo o mais. E as vezes falo mais do meu lado pessoal, expondo minhas características e tagarelando sobre mim. Eu acho importante que você, leitor, me conheça pra saber quem está por trás desses posts, ter pelo menos uma visão de quem eu sou e mesmo pela internet criar uma afinidade (essa palavra já deve ser até protegida por direitos autorais pelo bbb). 

Eu nunca tive uma fase da vida em que não estava lendo algum livro, ler sempre foi minha atividade preferida. Não digo que era passatempo, porque eu lia até quando deveria estar estudando, ou fazendo outras coisas pendentes. Então ao invés de seguir o "Saia do orkut e vá ler um livro", faz assim: "Saia do orkut, ajude sua mãe a arrumar a casa, estude, limpe seu quarto e depois vá ler um livro".
Mas quando você tiver aquele tempo livre bacana, se joga nos livros!
A leitura é um bem necessário, você aprende gramática, exercita sua capacidade de interpretação, poem a imaginação pra funcionar, descobre novas palavras... E é mais um assunto pra discutir com os amigos.

Sabe aquele ditado: "Não julgue um livro pela capa"? Eu concordo. Julgue pelo preço!
Se o livro for meio ruinzinho e barato, passa, né. Mas se for ruim e caro, o "ruim" vira "uma porcaria" (essa é uma visão de uma pessoa bem mão de vaca).
Eu compro livros em sebos, que geralmente me saem por 1 real cada um. E pra mim, quanto mais barato mais felicidade e gosto em ler, eu não me seguro e falo pra todo mundo: "Li o livro tal, espetacular! E foi só 1 reaaaal!"
Mas aí está, né. Em um sebo não se compra por 1 real os livros recém-lançados, pelo contrário, são livros  antigos, usados, com cheirinho de casa de vó, páginas amareladas, mas bem cuidados e sem páginas faltando.
Mas eu também gosto de livros atuais, claro! Pego emprestado, compro alguns, e também já baixei na internet. Mas baixar não é muito legal; não é confortável, também não te dá liberdade de levar pra todo canto e a leitura, que seria um momento de relaxamento e prazer, fica cansativa. Então vale a pena desembolsar uma graninha pra comprar o livro (pesquisando feito louco pelo preço mais baixo como uns e outros fazem... cof cof).

Segue abaixo o ping-pong literário:
Livro preferido: "A Moreninha" de Joaquim Manoel de Macedo.
Livro preferido da infância: "Domingão em Santos" (de autor perdido em minha memória) e "Pretinha, eu?" de Júlio Emílio Braz.
Lendo: "Menino de Engenho" de José Lins do Rego e "A Cartomante e Outros Contos" de Machado de Assis.
Quero ler: "A Última Música" de Nicholas Sparks.
Não Recomendo: "Retratos Falados" de Ronaldo Fernandes. (o livro mais nonsense que já li, antes eu tivesse comprado outro... Esse livro me custou um dólar e trinta e sete centavos)

Mas eu só retenho da leitura o lazer e a técnica. Eu nunca começo a ler um livro pensando que a minha vida vai mudar, que vou encontrar métodos pra ser feliz, aprender com as experiências dos personagens... Nem me iludo com os romances e aventuras descritos. Sendo da mesma forma também com os filmes e coisas do gênero, porque tudo fica contido no limite da ficção, da imaginação. Mas a minha vida é baseada no que é real, ela só muda com palavras que estão escritas no manual da vida, a Bíblia. É nela que eu me baseio e acredito. Porque diferente dos livros que só serão bons conforme a minha capacidade de imaginar, a bíblia foi escrita por quele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós"! (Efésios 3:20) Aleluia!

Esse foi o post comprido de hoje, hehe.
Eu nunca peço coments, sei que dá preguicinha, mas seria tão bacana se você falasse
 se gosta de ler, ou já dorme na segunda página, ou se só lê história em quadrinho... (eu ainda leio os gibis da Turma da Mônica!!) Que assim eu conheço você também e todo mundo se conhece e fica tudo conhecido! (?)
Já é? Já é?

Beeeijo e queijo!
Que Deus te abençoe nesse início de semana.
Renata.

Comentário rápido:

2 comentários:

SENSACIONAL! Cada vez que venho aqui me surpreendo. Como você transforma um tema rotineiro em algo evangelístico? Só você consegue! Ler é NOSSA praia então (:
Esse foi um post interessantíssimo, adorei.