18 de abril de 2011

A morte.

Então Jesus foi com seus discípulos para um lugar chamado Getsêmani e disse-lhes: "Sentem-se aqui enquanto vou ali orar".

Levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se.
Disse-lhes então: "A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo".
Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: "Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres". (Mateus 26:36-39)

Nesse versículo nós vemos Jesus, que já tinha curado várias pessoas, operado milagres, feito coisas sobrenaturais acontecerem; angustiado, triste, porque Ele sabia que estava prestes a ser preso e seria levado para a crucificação.
Por que Ele não desistiu? Por que Deus permaneceu firme na Sua vontade de que Seu próprio Filho fosse crucificado?
E lá na cruz enquanto as pessoas o insultavam e diziam: "Salvou os outros, mas não é capaz de salvar a si mesmo! E é o rei de Israel! Desça agora da cruz, e creremos nele." Jesus era Poderoso, por que não desceu daquela cruz?

"Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna." (João3:16)
Não há outra razão, foi por nós. Eu penso que Deus, em toda sua plenitude, viu o rosto de toda humanidade e falou: "Por vocês, por amor a vocês eu entrego o meu Filho."
A morte de Cristo rasgou o véu, nos limpou do pecado, nos trouxe a chance de viver. 

E quando somos nós? Angustiados, tristes, em desespero. 
Por que não desistir? Por que não fazer a nossa vontade? E por que não deixar de acreditar no Senhor quando as pessoas dizem: "Cadê o seu Deus"?
Também não vejo outra razão, é por amor a Cristo. Um sentimento inexprimível que é passado do Pai Poderoso para seus filhos amados. Enche nossos corações e nos permite um relacionamento tão carinhoso, presente e diferente de todos os outros da nossa vida. 
Porque o amor de Deus nos faz ser luz, buscar justiça, retidão e transforma completamente nosso ser.
Por amor a Ele, nós precisamos morrer, abandonar o pecado e vestir vestes limpas.
Parar de seguir pelo caminho que nós mesmo traçamos, olhar para o alto e escutar o Senhor dizer por onde nós devemos andar.
Isso não condiz somente ao batismo e sim a cada dia de nossas vidas, são lutas diárias que nós temos que encarar porque amamos Aquele que nos amou primeiro.

Nessa semana de Páscoa nós vamos papear sobre a morte, a ressurreição e a vida nova
De Jesus e a nossa!

Deus te abençoe, 
Beijo e queijo.
Renata Flávia.

Comentário rápido:

0 comentários: