23 de maio de 2011

Afinal, o que você quer?

As vezes eu paro pra pensar no que Deus deve achar de mim. Na verdade, acho que é essencial fazer isso, se avaliar, olhar como alguém de fora pra própria vida.
E nessa reflexão eu penso que Deus deve olhar pra mim e perguntar: "Renata, afinal, o que você quer?"
Não impaciente, mas super compreensivo, dizendo isso na expectativa que eu me decida, que olhe pro alvo ao invés de me distrair com as coisas ao redor.
A indecisão me acompanhou por muito tempo, e ser indeciso é insuportável. Primeiro porque você se sente um bocó, sem opinião, sem gostos definidos, sem pensamentos fortes; e depois porque você empaca na vida! Não sabe nunca o que escolher, se quer ou não, se vai ou fica; e vive um dilema a cada esquina que vira.
Já perdi as contas de quantas vezes fui dormir com uma certeza e acordei na dúvida, não levando nada pra frente e talvez até tenha perdido algumas coisas por isso. 
Hoje eu não sou tão indecisa como era antes, só parece que sobrou uma poeira daquilo tudo. Mas eu sei que Deus está comigo e esse negócio de deixar o nosso interior todo limpinho é especialidade Dele!
Há decisões que eu posso e devo recorrer a Deus e há outras que eu devo tomar por mim mesma e é nessas que eu devo pensar: "O que Deus vai achar de mim se eu escolher fazer isso? Ou se escolher fazer aquilo?" Esse é o macete pra se decidir!
Deus sempre ajuda, "nóis é que complica".

Tenha uma semana abençoada!
Beijo beijo,
Renata.

Comentário rápido:

0 comentários: