2 de maio de 2011

Não (querer) entender.

Num passado não tão distante, conheci um rapazinho que mexeu com meu coração.
Eu orava a Deus e dizia: "Deeeus, é ELE!", onde o correto seria: "Deus, é ele??", mas tudo bem.
Eu não via pontos negativos e foi eu que o escolhi (não que houvesse outras opções na verdade tinha mais 4 na fila, brinks), caso tivesse visto algo que fosse contrário ao que eu esperava de um menino pra namorar, já teria mandado ir catar uns coquinhos. Mas não, era E-L-E! E uma menina sabe, quando é ELE! (ou pensa que sabe)
Mas sucedeu que eu não era a "é ELA" dele, entende?
E nada do que eu sonhava aconteceu; nada de piquenique no gramado, nada de presentinho romântico, nada de fotos fazendo caretas dentro da cabine fotográfica, nada de nada.
Então eu me virei pra Deus e fiz a pergunta célebre: "Por que?"
Representação verdadeira da pergunta célebre:


"Mas por quêêêêêêêêêê, meu Deeeeus??!! COMO ASSIM??? Ele é minha cara da laranja, metade do chinelo velho, ou coisa parecida!! Por quêêêêê??  ;________; Que dor no meu coração... Só me diz, Deus... Deixa eu entender o porquê!"


Você já deve ter passado por coisa parecida (talvez sem tanto drama), seja por uma paixãozinha, um emprego, um desafio, uma oportunidade... Que estava alí na sua mão e quando você estava prestes a segurá-la firme, ela desapareceu.
E aí surge um dos maiores desafios da vida de um cristão, entender a vontade de Deus.
Em uma pregação meu pastor falou: "As vezes Deus te mostra o porquê e as vezes não".
Eu guardei essa frase com uma leve modificação: "As vezes Deus te mostra o porquê especificamente, e as vezes não."
Especificamente, é o Senhor te mostrar, numa seção do jornal, que aquela firma que você tanto almejava entrar foi fechada e vários funcionários presos acusados de fraude.
No meu caso, com o rapazinho lá, Deus não falou especificamente. Eu não via nenhum motivo pra nada ter acontecido como eu estava esperando.
Mas Deus falou na totalidade, se Ele não fala especificamente, Ele fala na totalidade. Coube a mim entender.

Ele me disse que a vontade dEle é boa, se não aconteceu é porque Ele estava cuidando de mim.
A vontade dEle é agradável, Ele estava me privando de um monte de coisa que eu nem imaginava que poderia acontecer.
A vontade dEle é perfeita, Ele estava preparando algo melhor pra mim.
Deus sempre explica o porquê, nos primeiros instantes (ou durante um mês) é difícil entender; mas uma coisa é certa, não entende quem não quer entender. Não entende quem não tem fé e confiança no Senhor.
Pra não ficar choramingando no final, é melhor fazer certo no começo. E desde já deixar nas mãos do Senhor esperar ele dar o "ok", ou o "not". Começar fazendo por suas próprias mãos significa que você se garante sozinho, né? Eu já aprendi e não me garanto, não. Prefiro com a ajuda do meu Pai, e você?
Agora vou pensar no caso daqueles 4 que estavam na fila, hahaha, é brinks, né gente!
Leitor: Claro, dã! Até parece, né.

Que Deus te abençoe,
tenha uma semana abençoada!
Beijo e muitos queijos (ou o contrário),
Renata Flávia.

Comentário rápido:

2 comentários:

Tem um selinho pra você no meu blog *-*

http://biiablogando.blogspot.com/2011/05/que-saudade-selinhos.html

Obrigado por seguir meu blog, fiquei horas (algum tempo) nele e gostei muito do que você publica.